Qual é o seu destino final?

Anúncios

A última notícia de graça

Era o último dia do mundo, um fim de tarde, por volta das 19 horas Brasília.

Bento estava na igreja, na reunião de oração que costumava ir quase toda quarta-feira, exceto os dias em que a TV aberta transmitia o jogo do time para o qual torcia.

Um grande estrondo tomou conta de toda a terra, era a volta de Jesus Cristo. Muitas coisas aconteceram, mas gostaria de contar sobre a última notícia de graça do Senhor.

O teto daquela pequena igreja foi se abrindo, assim como todos os tetos das casas da pequena cidade de Juiutim.

Todos podiam ver Jesus descendo lentamente, de braços abertos, tipo o Cristo Redentor do Rio de Janeiro.

Bento nunca tinha ido para o Rio, mas reconheceu a imagem que tinha visto na TV.

Muitos da cidade começaram a gritar em desespero frente à incerteza do que ia acontecer, mas Bento continuava na mesma, sentado no banco de madeira olhando para cima e pensando: Que benção Jesus vir bem no dia que a TV não está transmitindo o jogo do meu time, estar na igreja é o melhor lugar para Ele me ver.

Foi quando tudo parou, principalmente aquele barulho intenso, Jesus declara em alta voz: Não precisa mais ter choro, nem dor, tão pouco desespero. Eu venci a morte e vou salvar a todos! Todos!!!

De repente o choro que vinha do bar cessou, e alguns gritos de alegria e celebração começaram a surgir. E aos poucos os gritos de júbilo começaram a se espalhar, entre os bêbados do bar, passando por alguns bóias frias que estavam voltando do trabalho, chegando até em algumas meretrizes que já estavam chegando em seu ponto para o turno da noite.

Em alguns minutos a celebração já atingia a todos da pequena cidade de Juiutim, menos em um lugar e principalmente uma pessoa: Bento lá na igreja.

Foi quando ele gritou: Como assim Senhor? Vai mudar as suas próprias regras na ultima hora?

Jesus se aproxima e desce até o banco da frente para conversar com Bento.

– Por que está tão bravo? Perguntou Jesus.

– Não é que to bravo, mas não é justo! Não é certo o Senhor mudar tudo agora.

Jesus com amor pergunta:

– Você não deveria estar celebrando com os outros? Afinal de contas eu te levarei comigo para morar no céu, Bento.

– Mas eu estou feliz. É que faz muitos anos que eu vivo para ti e eles não, deixei a bebida, a vida promíscua e venho a tua casa constantemente esperando ansioso por este dia. Eles nunca deram ouvidos para o que dizíamos sobre o Senhor.

Jesus faz um olhar de curioso e pergunta:

– Você fala como se tivesse sido ruim ter saído do pecado. A vida cristã que você viveu já não é um prêmio? Eu ter te libertado disso já não foi suficiente? Ou foi um peso para você?

E Jesus continuou, já meio bravo:

– E mais Bento, você já não esta ganhando a vida eterna, não posso ser gracioso com quem eu quiser? A salvação foi conquistada na cruz, o meu Pai não pode dar para quem ele quiser de graça?

Bento cabisbaixo e muito sem graça, pede desculpas por contestar o Senhor por sua decisão e por ter ficado triste por não ter percebido o grande amor de Deus.

Jesus abraça Bento e sussurra em seu ouvido:

– Posso te contar um segredo?

– Lógico que sim. – Respondeu Bento com olhos arregalados!

Foi quando Jesus deu a última notícia de graça para aquele religioso:

– Bento, se eu fosse salvar usando o critério que você estava pensando, você não seria salvo, você só esta entrando no meu reino pela segunda chamada, assim como todos aqueles outros!

Bento se levanta e sai correndo para se juntar aos outros gritando: Louvado seja Jesus Cristo, pois sua graça me salvou!!!

[Não sou universalista, este conto é apenas para pensarmos sobre as ciladas do nosso coração quanto ao céu, inferno e salvação pela graça]

Fonte: Marcos Botelho

Maravilhosa Graça

“Perder minha alma”

%d blogueiros gostam disto: