Lidando com sentimentos

Estou lendo um livro chamado “Princípios de Relacionamento de Jesus” do Tom Holladay, publicado pela editora Vida, recomendo totalmente, muito bom!

Merchan a parte (rsrsrs), em um dos capítulos me deparei com as seguintes frases que fiquei pensando a respeito:

“Os sentimentos invariavelmente se tornam mais fortes por que não lidamos com eles”

“Se um relacionamento não vai bem, dê prioridade a ele”

E me ocorreu que, por exemplo: se um carro está com problema em um item se quer, esse defeito prejudica o bom andamento do veículo inteiro… Se não ocorre no início, com o passar do tempo o defeito vira uma espécie de efeito dominó. E acredito que dessa mesma forma também funciona o ser humano.

Não estou me referindo ao funcionamento do nosso corpo, mas sim do funcionamento da nossa vida, creio que nossa vida, só é do jeito que é por conta dos relacionamentos! Pense comigo, imagina se você vivesse numa ilha deserta, totalmente sozinho!? Imaginou? Então, nesse quadro tenho certeza que você não teria 5% das coisas que te deixam felizes no dia a dia (concordo que também não teria os problemas, mas como já falei aqui os problemas que nos fazem crescer! rs). Logo, podemos concluir que o ser humano é formado essencialmente pelos seus relacionamentos, tudo o que somos ou pensamos é um pouquinho de cada pessoa que passou pela nossa vida ao longo dos anos.

Diante de tudo isso, peço pra você que analise sua vida no momento, como andam seus relacionamentos? Será que existe algum que está apresentando algum tipo de “problema técnico”e está afetando o bom andamento de toda a sua vida? Será que isso não está gerando em seu coração um turbilhão de sentimentos que estão lá praticamente como uma bomba relógio que a qualquer minuto pode explodir? Será que não está na hora de chamar alguém pra conversar e colocar os pingos no is?

Concordo que em alguns momentos, não conseguimos chamar aquela pessoa que nos magoou pra conversar, cada um tem seus motivos, mas nesses casos, será que não é possível conversar com Quem está sempre disponível? E pedir que nos ajude a lidar com o que está se passando no nosso coração?

Existe aquela expressão “Tapar o sol com a peneira”, e acredito que quando fingimos que um sentimento não está lá, estamos fazendo exatamente isso… Por que infelizmente os sentimentos não somem por conta disso, mas eles continuam lá fermentando, como eu disse mais acima, exatamente como uma bomba relógio, que pode acabar explodindo no momento mais impróprio!

Pegue como exemplo um furo numa roupa, se você costurar logo que ele apareceu, a costura vai ser simples e depois de arrumado nem vai parecer que esteve lá alguma vez. Mas se você vai deixando pra lá, o furo vai aumentando e aumentando e quando você for olhar de novo, muitas vezes a roupa já é um caso perdido! Se você for arrumar vai dar um trabalhão e é capaz que fique com a maior cara de retalho!

Portanto, não deixe nada pra depois, se precisa resolver algo, resolva logo!

Deus abençoe vcs!

Júlia

A resposta de Deus pode ser você

Em alguns posts já comentei sobre a minha opinião sobre como Deus age, muitos acham que uma experiência com Deus precisa de arrepios, luzes, fogos de artifício, (tá exagerei um pouco rs), choradeira, tremeliques e seja lá o que mais. Sendo que ao lermos a Bíblia, Jesus nunca fez ninguém ter essas sensações nem mesmo quando fez algum milagre.

Já ouvi casos de pessoas falando que oraram para que Deus confirmasse suas orações fazendo “mágicas” acontecerem… Minha opinião é que podem ocorrer excessões, mas excessões, como o próprio nome diz, são excessões, por que imagina se todo mundo que fizesse uma oração pedindo “uma resposta vinda do céu” tivesse uma resposta do tipo? Acho que o mundo ia meio que parecer um circo e além disso a vida ia ser muito fácil, e vida fácil, sem tribulações minha gente, é só no porvir.

Como ouvi numa pregação lá nos jovens da igreja, Deus nos dá sabedoria de graça, é só pedirmos “Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida.” (Tiago 1:5) e creio que é assim que Ele nos ajuda a tomar decisões, uma outra forma é a Bíblia, pois através dela Ele nos deixou lições para como vivermos nossa vida; e outra forma, que creio que essa é muito preciosa, é através dos irmãos “Como é bom e agradável quando os irmãos convivem em união!” (Salmos 133:1). Não há nada mais precioso do que ver a resposta a uma oração quando você conversa com alguém, as vezes nem temos a resposta exatamente, mas temos o encorajamento, e como isso faz diferença!

Hoje lendo a Bíblia Devocional da Mulher versão NVI li um texto que tem muito a ver com isso:

“O encorajamento nunca encheu um pneu vazio. O encorajamento nunca pagou uma prestação de carro, num consertou uma lavadora quebrada. Mas o encorajamento de outra pessoa nos dá forças para fazer o que achamos que não podemos fazer, para nos mantermos inteiros quando achamos que não podemos mais, e para tentarmos o que não teríamos coragem de tentar.

Encorajamento. Não parece grande coisa, mas é muito. Mande algum encorajamento hoje. Você fará parte das lembranças de alguém durante muito, muito tempo!” pg. 1471

“Por isso, exortem-se e edifiquem-se uns aos outros…” 1 Tessalonicenses 5:11

Aproveitando essa palavra de dar um encorajamento, te dou uma sugestão:

Deixe um comentário nos blogs que você visita, inclusive AQUI, isso encoraja um blogueiro como você nem imagina! rsrs

Que Deus abençoe a todos

Júlia

Recomendações aos meus amigos

Bom, hoje vamos colocar aqui um post que a gente gostou muito do blog do Fabricio, o pastor dos jovens lá da IBAB.

Parei pra pensar esses dias e percebi que é muito improvável que eu triplique minha idade. No máximo, conseguirei um pouco mais que dobrá-la.

Ouvi de um amigo que com 32 anos não tenho legitimidade para re-significar a fé de ninguém. Ele tem razão. Mas pra que re-significar a fé? Se ela acontece na vida, é a vida que temos que re-significar. Parece pretensioso demais, mas me arrisco a tentar.

Trinta e dois anos é minha idade. Trinta e dois anos parece pouco. Nem tão pouco assim… Mas, como diz meu amigo Villy : “Nunca fui tão velho”,  portanto como pastor, pai, marido e amigo gostaria de lhes dar algumas recomendações. Não me verão em muitas delas, pois são uma mistura do que sou e do que quero ser, mas ouçam todas:

  • Coma brócolis;
  • Beba menos coca-cola e tome mais suco de fruta;
  • Abrace quem você ama na chegada e na saída. Pra essas pessoas extinga o aperto de mãos;
  • Valorize o ócio, que nem precisa ser criativo. Sem ócio não se vê os lírios do campo;
  • Faça mestrado e doutorado  em “humanas” para tentar entender o inintendível da vida. O mercado não é importante, nem o mundo coorporativo, mas, se quiser entendê-los, três artigos da exame são suficientes.
  • A propósito, não leia a revista Veja, nunca, se não resistir, leia as frases da quarta sessão e só.
  • Gaste tempo lendo.  No mínimo os “Irmãos Karamazov” do Dostoieviski, “Antologia Poética” do Vinícius de Moraes e “Quando tudo não é o bastante” de Harold Kushner, mas não perca nunca o José Simão.
  • Leia a Bíblia. No mínimo Profetas Menores e o Novo Testamento.
  • Recite os Salmos e aplique os Provérbios.
  • Decore o sermão do monte.
  • Não coma fast-food. Faça o máximo possível de refeições na mesa. Nada sagrado pode ser fast.
  • Tenha muitos filhos. Assista seus primeiros passos e ouça suas primeiras palavras. Se tiver menina, dê o primeiro beijo.
  • Ouça Miles Davis, mas também, “Se…” do Djavan e “Eu gosto tanto de você” do Lulu Santos.
  • Pra fazer exercícios ou exorcizar o mal: Metallica ou Oficina G3.
  • Ouça o que dizem  Ariovaldo Ramos, Ed René, Ricardo Barbosa, Ricardo Gondim e Valdir Steuernagel.
  • Tenha amigos como: o Salvador, Thiago, Rogério, André, Freddy, Zé, Douglas e Duca. Outros à distância como: Samuel e Marcell.
  • Toque numa banda um período na vida.
  • Nunca duvide do Dionísio.
  • Não brigue no trânsito, rompa o ciclo do mal, não deixe que ninguém estrague seu dia.
  • Não repasse aos seus relacionamentos o stress do seu dia.
  • Não pense de você além do que de fato é, ao contrário, diminua-se. Os humilhados serão exaltados.
  • Brinque com crianças e como crianças.
  • Faça uma serenata.
  • Assista “A vida é bela”, “Senhor dos anéis” e “Se eu fosse você” 1 e 2.
  • Não se leve tão a sério. Nem a vida.
  • Fale sozinhos e ria de si.
  • Não tenha expectativa dos outros.
  • Vá aos clubões da MPC, ao Usina 21, aos encontros da FTL, na reunião dos jovens de tua comunidade.
  • Visite um hospital infantil.
  • Torça pelo São Paulo Futebol Clube.
  • Não tenha pena de si.
  • Nunca digam: “não consigo”.
  • Ouça as pessoas com atenção e acolhimento, olhando nos olhos delas.
  • Converse com o menino do semáforo, veja-o como Cristo o vê.
  • Aliás, imite a Cristo apaixonadamente em seu jeito amoroso e revolucionário, quase anárquico.
  • Não dê importância demasiada às coisas.
  • Invista sua vida nas vidas dos outros.
  • Café da manhã na Padaria da Árvore, almoço no Piazalle, pastel no Mercado Municipal, de queijo;
  • Ame sua sogra, se não der, finja. Os cunhados, deixa pra lá.
  • Se for irmão mais velho cuide dos mais novos, se for mais novo, admire o mais velho.
  • Seja eternamente grato aos seus pais. Ame-os, e não hesite em demonstrar.
  • Ame intensamente uma mulher (de cada vez, rsrs, brincadeira, brincadeira mesmo!).
  • Não existe nada mais valioso que o tempo.
  • Busque em primeiro lugar o Reino de Deus e sua justiça, e as demais coisas vos será acrescentadas.

Fabricio Cunha

Link do Post: http://fabriciocunha.com.br/oxigenio-recomendacoes-aos-meus-amigos/

%d blogueiros gostam disto: