Meio Ambiente- Ele não precisa de nós

Essa semana nós do blog do crentassos concordamos em levantar questões sobre o meio ambiente, em homenagem ao Dia Mundial do Meio Ambiente, todos concordamos na importância do tema , que vai além de sermos cristãos, mas como cidadãos que somos consciente do nosso papel na sociedade, afinal a natureza precisa de nós, de nossa ajuda para continuar a sobreviver, a existir e coexistir com nós seres humanos evoluídos, certo?

ERRADO.

Sinto (muito mais pela minha filha e pelas próximas gerações), mas a verdade é que a natureza não precisa de nós. NÓS PRECISAMOS DELA. Esse discursinho de “Salve o Planeta” ou precisamos preservar a biodiversidade, é tudo balela, o que precisamos é SALVAR A NÓS MESMOS, na verdade quando defendo o meio ambiente estou sendo egoísta, quero é mesmo poder continuar existindo. Na boa, o planeta continua existindo sem nós, como qualquer outro planeta, mesmo que vire uma grande bola inabitável, superaquecida, ele continuaria existindo.

Não pensem que estou tentando fazer terrorismo, ou querendo pagar uma de crente consciente, na verdade sempre achei esse papo ecológico muito chato, esse papinho todos juntos, cada um fazendo sua parte e bla, bla, bla, quando na verdade sei que o problema está na forma de vida que vivemos, no sistema capitalista que impõe padrãoes de vida, e se queremos realmente fazer diferença teríamos que mudar TODA nossa forma de viver e consumir que está tão enraizada em nós que me parece impraticável, afinal, eu preciso do carro pra tantas coisas que não me imagino sem ele, eu preciso de água encanada, eu preciso de energia, eu preciso dar descarga, eu preciso usar sabão, sabonete, shampoo, eu preciso jogar meu lixo em algum lugar, eu preciso de comida congelada porque não tenho tempo para cozinhar, eu preciso comprar produtos industrializados, eu preciso comprar o mais barato porque não tenho dinheiro para o orgânico, eu preciso de tantas coisas que são básicas para viver que eu sei, SIMPESMENTE NÃO DÁ PARA SER DIFERENTE.

Talvez eu use essa impossibilidade de mudar minha vida como desculpa para não fazer mais pelo planeta, a exemplo do que faço quando conheço pessoas que admiro demais que vivem sua vida pelo amor ao próximo, para viver (não falar ou escrever) cristianismo, e me desculpo que não posso ser como elas, por tantos motivos realmente legítimos que sempre me convenço que não tenho como fazer mais do que faço.

Mas em ambos os casos quando não estou tentando me desculpar, lá no fundo eu sei: NÃO FAZ DIFERENÇA, mesmo sem mim Deus vai agir e vai cumprir seu propósito, e mesmo que eu não cuide do planeta ele vai continuar aí existindo como qualquer outro planeta com ou sem vida, a grande diferença é se eu quero fazer parte disso ou não.

Quero viver para fazer parte do plano de Deus, ter o prazer de dizer que ajudei a cumprir seus planos e que minha vida teve propósito, assim como fazer o possível para preservar o meu planeta e poder dizer que fiz o possível para a futura geração que precisará dele para sobreviver.

Letícia Machado

Fonte: Crentassos

Anúncios

Um pára-brisa estilhaçado

Uns dias atrás, eu estava dirigindo em uma auto-estrada quando o caminhão da frente fez com que uma pedrinha voasse e pegasse no pára-brisa do meu carro e fez um pequeno buraquinho no vidro. Quando ouvi o barulho tomei um susto, mas logo vi que não passava de um pequeno buraquinho, quase nada.

O problema é que de um buraquinho se tornou uma rachadura e, com o tempo só foi aumentando.

É interessante que o vidro não estilhaçou em cima de mim. Ele foi feito para, mesmo quebrado em várias partes, ficar preso um no outro. Mas eu já vi antes o que acontece com os pára-brisas rachados. Com o tempo, eles ficam em pequenos fragmentos de vidro, até chegar o ponto onde caem por completo. Como um pedaço inteiro!

Tenho a impressão de que algum caminhão jogou uma pedrinha uns 30 anos atrás no pára-brisa de nós, evangélicos no Brasil.

Desde a reforma, nós protestantes temos como característica as divergências de interpretação entre uns e outros. Acredito que isso aconteça pelo fato de termos livre acesso às escrituras.

Mas, nos últimos anos, confundimos o livre exame das escrituras com a livre interpretação das escrituras. E o que é pior, caímos em uma igreja com líderes personalistas, uma igreja não mais centralizada na palavra, mas nos líderes, pastores, bispos e apóstolos.

Nas últimas décadas novas igrejas estão brotando como ervas daninhas no Brasil. Os desavisados logo falariam um ALELUIA bem forte e dariam um sorriso por estarem presenciando o avivamento tão esperado.

Mas, infelizmente, não é esse o nosso caso. Quando vamos observar, o surgimento das novas igrejas, em sua grande parte, é fruto de divisões de líderes cegados por sua vontade e seus sonhos e que não conseguiram permanecer em uma igreja na qual eles não estavam no controle.

Esse movimento gerou igrejas, de certa forma, mais contextualizadas aos nossos dias, mas por outro lado, igrejas cercadas por líderes com mega egos, que tratam as igrejas que fundaram como se fossem deles, se colocando no lugar do Espírito de Deus.

Alguns, na década de 70 e 80, podiam até dizer que era um pequeno movimento paralelo a instituição eclesiástica, algo insignificante como uma pequena rachadura, mas vemos que depois de algumas décadas a igreja evangélica brasileira se fragmentou por completo em pequenos pedaços que se romperam um dos outros há tempos, mas que ainda não estilhaçou.

Hoje, falar em uma representatividade dos evangélicos brasileiros perante as autoridades e órgãos de comunicação é motivo de piada.Existem centenas de pastores que só representam os seus próprios impérios, os seus reininhos.

O grande problema é que se continuarmos dessa forma, assim como o meu pára-brisa, a igreja brasileira vai chegar ao seu limite de fragmentação e desunião, aí ela cairá por inteiro!

Deus tenha misericórdia de nós.

Via: Marcos Botelho

A Bíblia, o jornal e Osama Bin Laden

Ontem estava comentando com o Lucas o quanto meu coração se entristece ao ver a repecursão da morte do Bin Laden… Concordo que tudo o que ele e seus terroristas fizeram foram de uma maldade sem tamanho e que deve ecoar na vida dos envolvidos de uma forma tão triste que eu nem consigo imaginar. Mas acho que olhando um pouco para a história da humanidade podemos ver que vingança nunca levou ninguém a lugar nenhum!

Além disso fico ainda mais triste com o fato do Presidente Obama se dizer cristão e dizer que a prioridade número um do  seu governo sempre foi o Bin Laden morto, meu Deus, como assim? Como uma pessoa que é cristã pode sentir prazer no fato de um ser humano morrer sem conhecer a verdade! Por mais terrível que ele pudesse ser, Jesus Cristo morreu por todos e não somos nós que devemos decidir o momento dessa pessoa morrer! (Isso sem contar nos milhares de americanos comemorando…)

Além do post abaixo que gostei muito do Púlpito Cristão, deixo duas frases que li e me impactaram muito sobre esse assunto:

“Olho por olho, e o mundo acabará cego” Gandhi

“Alguém que afirma que outro ser irá queimar para sempre no inferno sem lágrimas nos olhos não conhece a Deus pois Deus é amor.” Silvia Geruza

“A única morte que eu celebro é a de Jesus de Nazaré. Com Ele eu aprendo que vingança não tem nada a ver com justiça.” Pr. Levi Araujo

Há pouco recebi um email de um “apóstolo” dizendo que eu não deveria escrever nada sobre o tema visto que isto não edificaria ninguém. Na mesma hora lembrei de Karl Barth que dizia que o cristão deve carregar em uma das mãos a Bíblia e, na outra, o jornal. Ou seja, sem a Bíblia nada temos para pregar. Por outro lado, sem a “leitura do jornal”, a nossa pregação pode parecer endereçada a anjos e não a pessoas de carne e osso.

Isto posto, afirmo que é responsabilidade da igreja tratar de todos os assuntos, trazendo a sociedade uma cosmovisão cristã e bíblica dos principais acontecimentos do mundo.

À luz disto gostaria de repercutir a informação dada pela GLOBONEWS que afirmou que o Talibã Paquistanês planeja ataques suicidas na América nos próximos dias.

O diretor da agência de inteligência americana, a CIA, Leon Panetta, disse que é “quase certo” que a Al-Qaeda tente vingar a morte de Osama Bin Laden. “Bin Laden está morto, mas a Al-Qaeda, não. Os terroristas quase certamente tentarão vingá-lo. E nós devemos – e iremos – continuar atentos e determinados”, disse Panetta.Mais cedo, militantes do Talebã e da Al-Qaeda no Paquistão disseram à BBC que a morte de Osama Bin Laden “não vai ficar sem resposta”.

O porta-voz da principal facção paquistanesa do Talebã Ehsanullah Ehsan falou por telefone com a agência de notícias AFP. “Se ele (Bin Laden) foi martirizado, nós vamos vingar sua morte e lançar ataques contra os governos americano e paquistanês e suas forças de segurança”, disse ele. “Essas pessoas são, na verdade, inimigos do Islã.” “Se ele (Bin Laden) se tornou um mártir, é uma grande vitória para nós, porque o martírio é o objetivo de todos nós”, disse Ehsan. Bin Laden se mudou para o Afeganistão em 1996, de onde passou a comandar a Al-Qaeda com o apoio do Talebã, que controlava o país. Após os ataques de 11 de setembro de 2001, o governo americano ordenou que o Talebã entregasse Bin Laden ou entregasse o poder, o que resultou na invasão do Afeganistão por forças dos Estados Unidos.

Caro leitor, que tempo são estes? De fato, a morte do terrorista Osama Bin Laden, mexeu com os ânimos do mundo. Em todos os cantos do planeta, a inquietação, preocupação e ansiedade quanto aquilo que a Al-Qaeda poderá fazer.

Diante do exposto, e da complexidade da situação acredito piamente que a Igreja de Cristo deve dobrar os seus joelhos e rogar ao Eterno misericórdia. Um novo atentado aos EUA ou a qualquer outro país seria aterrorizador!

Verdadeiramente o mundo geme e os sinais apontam para a breve volta de Cristo.

Fonte: Renato Vargens, no Púlpito Cristão

Exemplo

Lidando com sentimentos

Estou lendo um livro chamado “Princípios de Relacionamento de Jesus” do Tom Holladay, publicado pela editora Vida, recomendo totalmente, muito bom!

Merchan a parte (rsrsrs), em um dos capítulos me deparei com as seguintes frases que fiquei pensando a respeito:

“Os sentimentos invariavelmente se tornam mais fortes por que não lidamos com eles”

“Se um relacionamento não vai bem, dê prioridade a ele”

E me ocorreu que, por exemplo: se um carro está com problema em um item se quer, esse defeito prejudica o bom andamento do veículo inteiro… Se não ocorre no início, com o passar do tempo o defeito vira uma espécie de efeito dominó. E acredito que dessa mesma forma também funciona o ser humano.

Não estou me referindo ao funcionamento do nosso corpo, mas sim do funcionamento da nossa vida, creio que nossa vida, só é do jeito que é por conta dos relacionamentos! Pense comigo, imagina se você vivesse numa ilha deserta, totalmente sozinho!? Imaginou? Então, nesse quadro tenho certeza que você não teria 5% das coisas que te deixam felizes no dia a dia (concordo que também não teria os problemas, mas como já falei aqui os problemas que nos fazem crescer! rs). Logo, podemos concluir que o ser humano é formado essencialmente pelos seus relacionamentos, tudo o que somos ou pensamos é um pouquinho de cada pessoa que passou pela nossa vida ao longo dos anos.

Diante de tudo isso, peço pra você que analise sua vida no momento, como andam seus relacionamentos? Será que existe algum que está apresentando algum tipo de “problema técnico”e está afetando o bom andamento de toda a sua vida? Será que isso não está gerando em seu coração um turbilhão de sentimentos que estão lá praticamente como uma bomba relógio que a qualquer minuto pode explodir? Será que não está na hora de chamar alguém pra conversar e colocar os pingos no is?

Concordo que em alguns momentos, não conseguimos chamar aquela pessoa que nos magoou pra conversar, cada um tem seus motivos, mas nesses casos, será que não é possível conversar com Quem está sempre disponível? E pedir que nos ajude a lidar com o que está se passando no nosso coração?

Existe aquela expressão “Tapar o sol com a peneira”, e acredito que quando fingimos que um sentimento não está lá, estamos fazendo exatamente isso… Por que infelizmente os sentimentos não somem por conta disso, mas eles continuam lá fermentando, como eu disse mais acima, exatamente como uma bomba relógio, que pode acabar explodindo no momento mais impróprio!

Pegue como exemplo um furo numa roupa, se você costurar logo que ele apareceu, a costura vai ser simples e depois de arrumado nem vai parecer que esteve lá alguma vez. Mas se você vai deixando pra lá, o furo vai aumentando e aumentando e quando você for olhar de novo, muitas vezes a roupa já é um caso perdido! Se você for arrumar vai dar um trabalhão e é capaz que fique com a maior cara de retalho!

Portanto, não deixe nada pra depois, se precisa resolver algo, resolva logo!

Deus abençoe vcs!

Júlia

%d blogueiros gostam disto: