Como jóia de ouro em focinho de porco

“Como jóia de ouro em focinho de porco, assim é a mulher formosa que não tem discrição.” Prov. 11:22.

O provérbio de hoje não se refere exclusivamente à mulher. O tema do texto é a falta de discrição no ser humano. A palavra original para discrição é Tã’am, que significa sabor. O homem ou a mulher sem discrição é como a sopa sem sabor. Ninguém a quer e, se alguém a aceita, é só por necessidade. Apenas a suporta.

A figura que Salomão usa é pitoresca. Feche os olhos e imagine uma porca tentando ser bonita, com uma jóia de ouro no focinho. Continua sendo porca. O seu problema não é a falta ou a sobra deste ou daquele adorno. O seu problema é ser porca.

Quando eu era pequeno, ouvia meu pai dizer: “Quem nasceu para ser porco será sempre porco.” Esta é uma verdade natural. A ciência não inventou nem descobriu alguma maneira de fazer com que o porco deixe de ser porco. Mas no reino de Deus existe algo que a ciência não pode explicar: os milagres.

A Bíblia fala do milagre da conversão como a mais marcante das realidades. Se existe algo que o porco não pode ter é discrição e bom senso – virtudes que tornam uma pessoa atrativa. Mas a Bíblia afirma que qualquer ser humano que se aproxima de Jesus e O busca diariamente recebe dEle sabedoria.

Conheci pessoas de personalidade horrível. Ninguém as aceitava, não tinham amigos e, embora prósperos financeiramente, eram vazios e solitários. Um dia, essas pessoas se encontraram com Jesus, O aceitaram como seu Salvador, e aconteceu algo que ninguém pode explicar. Parecia uma metamorfose, um processo de transformação inacreditável.

O apóstolo João é um deles. Ele chegou a Jesus como o filho do trovão, e no convívio com o Mestre se transformou no discípulo do amor.

Está você feliz com o seu jeito de ser? Acha que existe algo que deve mudar? Vá a Jesus, permaneça com Ele, procure-O todos os dias e se surpreenderá com a transformação que acontecerá em sua vida. Sem Jesus, a pessoa formosa será “como jóia de ouro em focinho de porco”.

Texto recebido por e-mail da minha amiga Priscila Moraes

Qual é o papel do homem e o da mulher no relacionamento? (Final)

Cuidadosa

Seu marido tem plena confiança nela e nunca lhe falta coisa alguma. (Provérbios 31:11)

Não receia a neve por seus familiares, pois todos eles vestem agasalhos. (Provérbios 31: 21)

Esposa não é servente, é um par do homem que está em igualdade e essa é uma das características do papel que mais revela isso. O marido tem confiança nela, ao contrário de uma serviçal, ele não precisa ficar toda hora dando instruções “faça isso, faça aquilo” ela sabe o que deve fazer para que tudo na família corra bem, antecede os problemas (neve) e já toma atitudes para que ninguém sofra com aquilo, ajuda a tomar decisões sobre o rumo da família alertando sobre as questões que devem ser consideradas.

Conclusão (finalmente rs)

Eu realmente não planejava me estender tanto nesse assunto rs, mas as palavras simplesmente começaram a fluir dessa maneira e ainda sinto que devo ter deixado algumas coisas de lado. Durante todo o tempo tentei deixar claro o equilíbrio que há entre o papel do homem e da mulher no relacionamento, não sendo um superior ao outro, somente diferentes. Porém hoje em dia muitas pessoas confundem o fato de alguém assumir certos papéis tradicionalmente de homem ou mulher com o ser homem ou mulher e são coisas completamente distintas.

Durante essa série dividi as coisas como “papel de homem” e “papel de mulher” para se tornar mais fácil a explicação como um todo e por essa diferenciação estar presente na mentalidade da maioria. Tradicionalmente falando se olharmos os casais bíblicos veremos que o homem faz o “papel de homem” e a mulher o “papel de mulher”, mas Deus deixou uma nota de rodapé dizendo que toda regra tem sua exceção rs. É o caso de Áquila e Priscila, este foi um casal que cruzou a vida de Paulo em vários pontos e pouco se fala sobre eles. Em sua primeira aparição nos relatos em Atos 18:2, Paulo relata: “Ali, encontrou um judeu chamado Áquila, natural do Ponto, que havia chegado recentemente da Itália com Priscila, sua mulher” e relata que a igreja se reúne na casa de “Áquila e Priscila” em Corinto (1 Coríntios 16:19), após isso todas as outras vezes (Romanos 16:3, Atos 18:18,19, 18:26, 2 Timóteo 4:19, 1 Coríntios 16:19) Paulo menciona “Priscila e Áquila”.

Qual a diferença? Era muito comum na época colocar nos textos escritos em primeiro lugar o nome do líder do grupo. Quanto Paulo encontrou o casal pela primeira vez presumiu que Áquila era o chefe da casa, mas logo em seguida notou que esse papel foi assumido por Priscila.

Não sei muito sobre a vida desse casal especificamente, mas pelos relatos parece que a dinâmica entre eles funcionava muito bem. O que dá para dizer disso é que Deus não vai por nenhuma maldição na vida de casais que resolveram distribuir os papéis de forma diferente, eu já vi alguns pastores até mesmo dizerem que Deus fica irado com a mulher que trabalha fora de casa. Isso é a mais pura mentira chauvinista.

O importante mesmo é dizer que existem papéis que precisam ser feitos pelo casal, Deus vê os dois como “uma só carne” lembram? Ele não faz diferenciação de quem faz o que. Mas é prejudicial à família se o casal compete para fazer o mesmo papel e deixa de lado os outros papéis igualmente importantes. Um casal que funciona bem é um casal que sabe fazer acordos entre si, quem faz o que, mas nenhuma atividade para construir a família deve ser deixada de lado. Se o homem já assumiu o papel de prover sustento pela casa e está lutando para ter uma carreira de sucesso afim de fazer isso melhor, não há nenhum problema a mulher também trabalhar, mas não faz o menor sentido se dedicar com tanto afinco à carreira e deixar de lado a educação dos filhos por exemplo. Hoje é muito comum o casal se dedicar totalmente à carreira e nunca passar tempo com os filhos, nem mesmo no final de semana pois estão muito cansados para fazer qualquer coisa, quando os filhos crescem, os pais são completamente estranhos para os filhos e os pais não fazem a melhor ideia de onde surgiram certos comportamentos.

Filhos não devem ser educados pelas babás, escolas e muito menos pela televisão, alguém tem que acompanhar os filhos “falar com sabedoria e ensinar com amor”, alguém deve dar suporte quando o outro se desvia ou se sente cansado, alguém tem que se focar em prover sustento para a casa e proteger os interesses da família.

O importante não é estabelecer o que alguém do sexo masculino deve fazer e alguém do sexo feminino deve fazer, cuidar dos filhos não vai fazer de um homem menos homem nem trabalhar vai fazer de uma mulher menos mulher, o importante é saber que existem coisas especificas que não devem ser deixadas de lado, o importante é o casal fazer acordos de como a família vai seguir, como serão passados os valores de Cristo à próxima geração e como essa família vai ser um sinal do Reino de Deus na terra.

Que Deus abençoe

Lucas Lainetti

Qual é o papel do homem e o da mulher no relacionamento? Parte 5

Organizadora

Antes de clarear o dia ela se levanta, prepara comida para todos os de casa, e dá tarefas as suas servas. Ela avalia um campo e o compra; com o que ganha planta uma vinha. Entrega-se com vontade ao seu trabalho; seus braços são fortes e vigorosos. Administra bem o seu comércio lucrativo, e a sua lâmpada fica acesa durante a noite. (Provérbios 31:15-18)

Confesso que é um tanto difícil “traduzir” algumas coisas do livro de provérbios para os dias de hoje, especialmente quando se trata dessa parte que se refere às mulheres, pois o papel delas mudou muito desde os tempos bíblicos rs. A primeira vez que li provérbios 31 a impressão que me deu foi que essa era a descrição de uma “Amélia” e isso me causou estranheza pois sinceramente é um tanto difícil de encaixar na sociedade atual. Mas depois de algum tempo consegui enxergar uma mulher “moderna” nessas palavras de Lemuel, passei a ler o texto não de forma tão literal mas sim o que ele queria dizer pelo contexto, qual a essência dele.

Uma das características que eu pude enxergar nesses versículos que eu coloquei no inicio do texto é justamente a que mais se encaixa com a mulher moderna, ela organiza as coisas na casa. Já notaram que muitas vezes nós homens vivemos no mundo da lua? Se deixar colocamos uma meia de cada cor pela manhã e nos perdemos no meio de nossa bagunça. A melhor coisa é ter alguém para nos ajudar a nos organizarmos, não é ter uma mãe, mas sim ter alguém que nos ajude a ver nossos pontos cegos e colocar a vida em ordem.

Sábia

Fala com sabedoria e ensina com amor. (Provérbios 31: 26)

Ah a sabedoria, algo que eu gostaria de ter sem medida, creio que logo após a graça, é o melhor presente de Deus. Tanto homens quanto mulheres podem ser igualmente sábios e devem buscar a sabedoria, mas homens tendem a ter um temperamento mais agressivo e explosivo e é justamente aí que complica rs, na família é necessário alguém que ensine com amor e isso é um pouco mais complicado para homens que tem um comportamento mais duro. Sim nós amamos e queremos o melhor para nossa família, mas muitas vezes nos nossos métodos não transparecemos esse amor.

A mulher tem maior facilidade em transmitir palavras de ternura, elas tem uma sensibilidade maior com emoções (homens também tem emoções mas nós não nos importamos hehe), ensinar com amor é um papel fundamental, sentir o clima emocional da família e agir de forma coerente para exortar ou cuidar de todos é algo que é questão de sobrevivência da saúde emocional de todos.

Continua …

Que Deus abençoe
Lucas Lainetti

Qual é o papel do homem e o da mulher no relacionamento? Parte 4

Uma esposa exemplar; feliz quem a encontrar! É muito mais valiosa que os rubis. Seu marido tem plena confiança nela e nunca lhe falta coisa alguma. Ela só lhe faz o bem, e nunca o mal, todos os dias da sua vida. (Provérbios 31: 10-12)

Auxiliadora

A liderança no casamento não significa de forma alguma superioridade, melhor qualificação e muito menos tirania. Submissão não significa ser reprimida, diminuída ou fraqueza. Homens e mulheres são ambos criados a semelhança de Deus e são vistos com igualdade diante dEle, uma só carne também significa estar em pé de igualdade, mas igualdade não significa ser igual.

Uma vez estava vendo em um blog uma discussão sobre um texto que falava de algumas características de Deus e algumas delas eram características intrinsecamente maternas, isso gerou uma confusão sem fim nos comentários pois tinha gente afirmava que seguia a um Deus e não deusa, que estavam tentando feminilizar Deus e etc. (comentário: eu ainda abismado ao ver que a essa altura do campeonato acha que Deus é homem, tem sexo e outras características nossas) Um comentário me chamou muita atenção: “Deus não possui características femininas, as mulheres, assim como os homens, é que possuem características divinas”.

Os papéis do homem e da mulher são diferentes e complementares, não podem competir entre si, aí é que entra o papel de auxiliadora, ajudar pressupõe colaborar para o mesmo propósito competir para ocupar certo papel só atrapalha e distorce o propósito do casamento. O casal deve trabalhar juntos como um time, eu sempre converso com a Júlia sobre as decisões a serem tomadas, normalmente sou eu que decido as direções que vamos tomar e o que fazer, mas ela me ajuda a pensar a esquematizar e etc. Consegue imaginar a zona que seria se cada um tentar se impor com ideias diferentes? Nunca faríamos nada juntos!

Claro que nós, homens, não somos nada perfeitos e as vezes começamos a ir pelo caminho errado e precisamos de um bom puxão de orelha. Nesse caso a esposa deve respeitosamente conversar a sós com o marido. Deve confrontá-lo através do evangelho mostrando algo que ele deveria considerar ou mostrar com sabedoria onde ele está errando, mas nunca, nunca mesmo, deve fazer isso na frente dos outros, principalmente dos filhos, (tá, isso vale pros dois, retrucar ou desmentir o cônjuge na frente dos filhos é meio caminho andado para se ter um filho rebelde), muito menos deve se estressar e tentar tomar o controle de tudo se achar que ele está errado.

A esposa também deve dar suporte ao marido, isso é uma questão do dia a dia mesmo, muitas vezes tive que trabalhar até tarde e/ou de fim de semana e a Júlia ficava acordada até mais tarde para me dar “apoio moral” ou atravessava a cidade só pra ir almoçar comigo, são coisas simples mas que fazem diferença nesses momentos. Uma caneca de café com leite pode parecer pouco do ponto de vista material, mas num dia difícil de trabalho, ela feita com carinho e sem nem se quer pedir tem um valor inestimável, aquela atitude revigora completamente a gente.

Vejo minha esposa como minha confidente, principal influência e aliada. Agradeço a Deus por ela na minha vida.

Amanhã tem mais!

Que Deus abençoe

Lucas Lainetti

 

Qual é o papel do homem e o da mulher no relacionamento? Parte 3

Certa vez um pregador falava sobre o homem e a mulher no casamento em sua igreja:
– Meus caros, Paulo afirma que na relação o homem é a cabeça e se ele é a cabeça a mulher é …
– O pescoço que vira a cabeça pra onde quiser – gritou alguém do fundo

Vivemos em uma sociedade muito diferente da sociedade bíblica, durante séculos e séculos a sociedade foi basicamente patriarcal, o papel da mulher era desprezado e muitas vezes ela não era nem tratada como uma pessoa. Ainda me parece um tanto deslocado o fato de Paulo falar para as mulheres se sujeitarem aos seus maridos, não me parece que era uma sociedade que as mulheres tivessem alguma voz. No AT também existem várias referências do papel da mulher, no livro de Provérbios cap. 31:10 em diante é uma descrição completa da mulher virtuosa.

Durante esses séculos os homens deturparam sua liderança transformando-a em opressão, as sociedades patriarcais permaneceram ao longo dos tempos, mesmo na sociedade industrial. Antes o trabalho e a casa eram um só e agora esses ambientes são divididos. Permanece o poder patriarcal na família, mas a mulher das camadas populares foi submetida ao trabalho fabril. A opressão às mulheres aumenta fazendo elas trabalharem mais para ganhar a metade do que os homens ganhavam, diante de tanta opressão surge o movimento feminista em busca de melhores condições de trabalho, igualdade de jornada de trabalho para homens e mulheres e o direito de voto. Até aí tudo bem e muito justo, o problema foi quando as feministas acharam que deveriam fazer as mesmas coisas que os homens. Mas se os homens estavam fazendo burrada formando uma sociedade chauvinista patriarcal, querer ser exatamente igual seria fazer a mesma cagada burrada só que com papéis invertidos. Aí é que gerou essa zona toda que vivemos hoje.

Ao ser incorporada ao mundo do trabalho fabril a mulher passou a ter uma dupla jornada de trabalho. A ela cabia cuidar da prole, dos afazeres domésticos e também do trabalho remunerado. No século XVIII e XIX o abandono do lar pela mães que trabalhavam nas fábricas levou a desestruturação dos laços familiares e os vícios decorrentes do ambiente de trabalho promíscuo fez crescer os conflitos sociais e por efeito sérias consequências para a vida das crianças.

Se parece deslocado os conselhos de Paulo e Lemuel a respeito dos papéis do homem e da mulher em uma sociedade estabelecida em uma hierarquia patriarcal que até aquele momento parecia perfeitamente estável, esses conselhos parecem cair como uma luva em uma sociedade pós moderna onde os conceitos não são estáveis e se discute os papéis de cada um na sociedade e na família. Mais recentemente além de discutir o papel do homem e da mulher no relacionamento discute-se também o que é ser homem e o que é ser mulher. O que originalmente era uma discussão de direitos e deveres está tendo desdobramento em uma discussão sobre a sexualidade. (mas isso é outro tópico)

A mulher deve ser respeitada, deve lutar por isso mas deve ter consciência que cada um tem o seu papel distinto na dinâmica conjugal. Ela deve buscar complementar a liderança do homem e não competir por ela. Existem basicamente 4 pontos de maior peso no papel feminino no casamento … continuaremos amanhã rs não percam!

Que Deus abençoe

Lucas Lainetti

%d blogueiros gostam disto: