Qual é o papel do homem e o da mulher no relacionamento? (Final)

Cuidadosa

Seu marido tem plena confiança nela e nunca lhe falta coisa alguma. (Provérbios 31:11)

Não receia a neve por seus familiares, pois todos eles vestem agasalhos. (Provérbios 31: 21)

Esposa não é servente, é um par do homem que está em igualdade e essa é uma das características do papel que mais revela isso. O marido tem confiança nela, ao contrário de uma serviçal, ele não precisa ficar toda hora dando instruções “faça isso, faça aquilo” ela sabe o que deve fazer para que tudo na família corra bem, antecede os problemas (neve) e já toma atitudes para que ninguém sofra com aquilo, ajuda a tomar decisões sobre o rumo da família alertando sobre as questões que devem ser consideradas.

Conclusão (finalmente rs)

Eu realmente não planejava me estender tanto nesse assunto rs, mas as palavras simplesmente começaram a fluir dessa maneira e ainda sinto que devo ter deixado algumas coisas de lado. Durante todo o tempo tentei deixar claro o equilíbrio que há entre o papel do homem e da mulher no relacionamento, não sendo um superior ao outro, somente diferentes. Porém hoje em dia muitas pessoas confundem o fato de alguém assumir certos papéis tradicionalmente de homem ou mulher com o ser homem ou mulher e são coisas completamente distintas.

Durante essa série dividi as coisas como “papel de homem” e “papel de mulher” para se tornar mais fácil a explicação como um todo e por essa diferenciação estar presente na mentalidade da maioria. Tradicionalmente falando se olharmos os casais bíblicos veremos que o homem faz o “papel de homem” e a mulher o “papel de mulher”, mas Deus deixou uma nota de rodapé dizendo que toda regra tem sua exceção rs. É o caso de Áquila e Priscila, este foi um casal que cruzou a vida de Paulo em vários pontos e pouco se fala sobre eles. Em sua primeira aparição nos relatos em Atos 18:2, Paulo relata: “Ali, encontrou um judeu chamado Áquila, natural do Ponto, que havia chegado recentemente da Itália com Priscila, sua mulher” e relata que a igreja se reúne na casa de “Áquila e Priscila” em Corinto (1 Coríntios 16:19), após isso todas as outras vezes (Romanos 16:3, Atos 18:18,19, 18:26, 2 Timóteo 4:19, 1 Coríntios 16:19) Paulo menciona “Priscila e Áquila”.

Qual a diferença? Era muito comum na época colocar nos textos escritos em primeiro lugar o nome do líder do grupo. Quanto Paulo encontrou o casal pela primeira vez presumiu que Áquila era o chefe da casa, mas logo em seguida notou que esse papel foi assumido por Priscila.

Não sei muito sobre a vida desse casal especificamente, mas pelos relatos parece que a dinâmica entre eles funcionava muito bem. O que dá para dizer disso é que Deus não vai por nenhuma maldição na vida de casais que resolveram distribuir os papéis de forma diferente, eu já vi alguns pastores até mesmo dizerem que Deus fica irado com a mulher que trabalha fora de casa. Isso é a mais pura mentira chauvinista.

O importante mesmo é dizer que existem papéis que precisam ser feitos pelo casal, Deus vê os dois como “uma só carne” lembram? Ele não faz diferenciação de quem faz o que. Mas é prejudicial à família se o casal compete para fazer o mesmo papel e deixa de lado os outros papéis igualmente importantes. Um casal que funciona bem é um casal que sabe fazer acordos entre si, quem faz o que, mas nenhuma atividade para construir a família deve ser deixada de lado. Se o homem já assumiu o papel de prover sustento pela casa e está lutando para ter uma carreira de sucesso afim de fazer isso melhor, não há nenhum problema a mulher também trabalhar, mas não faz o menor sentido se dedicar com tanto afinco à carreira e deixar de lado a educação dos filhos por exemplo. Hoje é muito comum o casal se dedicar totalmente à carreira e nunca passar tempo com os filhos, nem mesmo no final de semana pois estão muito cansados para fazer qualquer coisa, quando os filhos crescem, os pais são completamente estranhos para os filhos e os pais não fazem a melhor ideia de onde surgiram certos comportamentos.

Filhos não devem ser educados pelas babás, escolas e muito menos pela televisão, alguém tem que acompanhar os filhos “falar com sabedoria e ensinar com amor”, alguém deve dar suporte quando o outro se desvia ou se sente cansado, alguém tem que se focar em prover sustento para a casa e proteger os interesses da família.

O importante não é estabelecer o que alguém do sexo masculino deve fazer e alguém do sexo feminino deve fazer, cuidar dos filhos não vai fazer de um homem menos homem nem trabalhar vai fazer de uma mulher menos mulher, o importante é saber que existem coisas especificas que não devem ser deixadas de lado, o importante é o casal fazer acordos de como a família vai seguir, como serão passados os valores de Cristo à próxima geração e como essa família vai ser um sinal do Reino de Deus na terra.

Que Deus abençoe

Lucas Lainetti

Anúncios

Sobre Lucas Lainetti
Cristão teimoso em continuar seguindo Ele apesar da igreja rs, sobrevivente de evangelho pós moderno. Não sou teólogo, nem pastor, também não recebi nenhuma unção especial me tornando acima de alguém. Ás vezes sou um trabalhador ás vezes sou só um cidadão, ora amigo na alegria ora irmão na angústia, marido sempre feliz e orgulhoso da esposa. Mas em todo o tempo eu sou cristão tentando ser um sinal do reino fora do templo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: