Qual é o papel do homem e o da mulher no relacionamento?

Lá vai eu me meter a escrever sobre um assunto complicado, se ficar longo não me culpem rs tô fazendo de coração, espero que gostem rs 😉

Primeiro acho que temos que deixar claro algumas coisas que orientam meus pensamentos a respeito dos sexos. Apesar de eu concordar com a igualdade de valores entre homem e mulher, igualdade é completamente diferente de ser igual, explico melhor, como diria o filósofo Falcão “homem é homem, menino é menino, macaco é macaco e veado é veado”. Homens e mulheres estão em pé de igualdade em uma relação mas são seres diferentes, pensam diferentes e tem reações diferentes para a mesma situação. Acho que esse vídeo explica melhor:

A submissão da mulher

Minha vó sempre fala para eu não cutucar onça com vara curta mas tem vezes que eu não resisto rs, mas calma meninas antes de achar que vai ser um texto machista respirem fundo contem até 10 e leiam até o final hehe

Acho que quase todos os casamentos que fui, o pastor ou padre tentava dar uma breve palavra sobre o papel de cada um no casamento e falava da tal submissão feminina ao homem, o que sempre causa certo desconforto entre a plateia feminina, chega até ser engraçado, é só começar essa parte e as mulheres começam a se mexer na cadeira como se estivessem sentadas em uma pedra dura. Algumas chegam a soltar o patenteado olhar laser pra cima do pregador, acho que a temperatura ambiente deve aumentar uns 2 graus nessa hora por causa da concentração de raios tentando fulminar o pregador. Creio que isso acontece especialmente por causa da ideia que temos desde pequenos da palavra submissão, ela por si só nós trás uma ideia ruim, associamos à escravidão e sofrimento. Assim ouvir essa palavra causa resistência para ouvir qualquer ideia relacionada a ela.

Justiça seja feita, a outra parte (cuecada de plantão) também interpreta essa parte de forma maldosa, sorrisos (discretos para não escandalizar) brotam e alguns chegam quase a cutucar a esposa com um olhar dizendo: “tá vendo? Anota aí!”. Ouvem “mulher submissa” e já imaginam a esposa fazendo o jantar com uma mão, organizando a bagunça com a outra, levando um cafezinho com a outra, massagem nos pés com a outra .. melhor parar por aqui, já contei 4 mãos nisso, tá ficando bizarro rs. Mas essa imagem de alguém servindo o cara e sempre disponível para tudo cria na mentalidade masculina um devaneio bem distorcido da realidade dessas palavras.

Então, meninos e meninas, vamos tentar deixar claro as coisas e voltar para a realidade, “mulher submissa” não significa de forma alguma uma Amélia!!! Nunca, em hipótese alguma, crie na mente a ideia da gata borralheira que passou o dia todo se matando para fazer as coisas e, pouco antes de ver o príncipe, foi transformada em uma mulher deslumbrante em um passe da mágica que apesar do dia corrido, não está nem se quer com uma dorzinha no pé, nem mesmo um cabelo fora do lugar, isso não é factível, nem real e nem mesmo possível.

A tal da submissão feminina significa apenas ….. preparem-se meninas … tchan tchan tchan … Pelo amor de Deus! Deixem que os homens cuidem de vocês, esse é nosso papel! (já é difícil o bastante então colabore deixando a gente fazer isso rs). Em síntese, a dinâmica do casal tem duas pessoas (dard) e dois papéis distintos, não dá para os dois fazerem a mesma coisa, não funciona!!! Então quando os apóstolos falam da submissão feminina quer dizer que, no relacionamento, cada um tem o seu papel específico, o homem tem a liderança  (Ef 5:22-24) e o líder tem obrigação de cuidar e  não o direito de ser autoritário, só isso! O homem deve cuidar da mulher (Gn 2:15, Ef 5:25), se a mulher resolver se meter na frente e não deixar que isso aconteça cria um conflito e nada funciona.

Mas o que, mesmo, cada um tem que fazer? Qual o papel de cada um?

Não percam os próximos capítulos galera!!!

Que Deus abençoe
Lucas Lainetti

Anúncios

Sobre Lucas Lainetti
Cristão teimoso em continuar seguindo Ele apesar da igreja rs, sobrevivente de evangelho pós moderno. Não sou teólogo, nem pastor, também não recebi nenhuma unção especial me tornando acima de alguém. Ás vezes sou um trabalhador ás vezes sou só um cidadão, ora amigo na alegria ora irmão na angústia, marido sempre feliz e orgulhoso da esposa. Mas em todo o tempo eu sou cristão tentando ser um sinal do reino fora do templo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: