Independência da Morte

Independência é a dissociação de um ser em relação a outro, do qual dependia ou era por ele dominado. É o estado de quem ou do que tem liberdade ou autonomia.

Hoje se comemora o dia de independência do Brasil, um fato histórico que aprendemos na escola desde pequenos ainda. Durante minhas aulas de História sempre achei um tanto estranho o capítulo da independência, ainda no primário ouvindo essa história não me fazia nenhum sentido o fato D. Pedro I receber uma carta e gritar “Independência ou morte” e Portugal liberar numa boa. Pra mim D João VI iria ouvir isso e falar “Tá e daí?”.

Pra mim, era muito estranho o fato de o Brasil ser uma colônia que se tornou independente sem uma guerra, tinha que ter alguma pegadinha!  Anos mais tarde descobri a pegadinha, a Inglaterra que era a principal potência na época, tinha um grande interesse na descolonização do Brasil, então aproveitou a birra de D. Playboy I para pressionar Portugal para reconhecer a independência do Brasil. Claro que não fariam isso por serem bonzinhos, Portugal exigiu do Brasil uma indenização de 2 milhões de libras pelos prejuízos da independência e foi então que a Inglaterra muito camarada emprestou esse dinheiro para o Brasil já que o mesmo não tinha dinheiro algum. Ou seja, para o Brasil ter a independência pagou a Portugal.

Ah há, pegadinha da Rainha … tava aí o truque, Portugal devia uma quantia enorme à Inglaterra por isso não poderia recusar seus “conselhos”, a Inglaterra sugere a idéia da indenização e D. Pedro I como bom português (rs) aceita o acordo e pega dinheiro emprestado da Inglaterra e paga Portugal que paga a Inglaterra que fez toda a jogada sem mover um centavo dos seus cofres. Assim o Brasil deixa de ser dependente do governo de Portugal … para prestar contas à Inglaterra! “Grande” jogada D. Pedro, estamos pagando essa dívida até hoje.

"E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará". (João 8:32)

"E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará". (João 8:32)

Ok, o que isso tem a ver com a vida cristã? Vou contar uma outra historinha parecida para comparar. Deus criou os céus e a terra … blá blá blá que vocês já conhecem … criou o homem a sua imagem e semelhança .. blá blá blá veio a serpente e fala “Olha no dia que vocês comerem do fruto vocês serão iguais a Deus, não vão depender dEle pra nada”. Ah há, pegadinha do satã, Adão e Eva comem o fruto declarando sua independência do Criador … e fica completamente dependente do pecado, “grande” jogada Adão, a humanidade paga por isso até hoje.

Mas o fato é que muitas pessoas hoje não notam que são dependentes do pecado e acham que são livres e até zombam da gente como se nós fossemos os presos que sofremos por não podermos fazer nada. Simplesmente não entendem o versículo “E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará” (João 8:32), dizem “livres do quê?”. “Jesus respondeu: ‘Digo-lhes a verdade: Todo aquele que vive pecando é escravo do pecado.’” (João 8:34).

Certa vez, um rapaz começou a ser zombado pelos seus colegas de trabalho, dizendo que ele, por ser crente, não podia fazer nada, e um deles tirando um maço de cigarros do bolso, desafiou-o: “Você pode acender um cigarro desses e fumar tranqüilamente como eu?”. Ele pegou o cigarro nas mãos, e após breves momentos olhando a fumaça dançar diante do rosto, pediu o maço ao colega. Ao pegá-lo, disse: “Eu posso sim, fumar se quisesse, e você? Pode fazer isso?”

Dizendo isso, jogou o maço ao chão e o esmigalhou com o pé, pulando sobre o que sobrara dos cigarros, despertando a ira do colega. Ele olhou tranqüilo para o fumante e completou:

“Viu quem é o escravo? Eu posso ficar sem, mas você não. Tem que manter esse produto constantemente em seu corpo, e ficar sem te deixa nesse estado… Quem não pode nada é você!”.

Por isso que eu dou Graças por Jesus ter proclamado minha independência a dois mil anos atrás, pois sei que só assim eu sou verdadeiramente livre. Coloco-me em completa dependência dEle por que sem Ele eu não vivo. O dia em que Jesus morreu na cruz para nos salvar, esse sim é o verdadeiro dia da independência que temos que comemorar.

 

Que Deus abençoe

Lucas Lainetti

Anúncios

Sobre Lucas Lainetti
Cristão teimoso em continuar seguindo Ele apesar da igreja rs, sobrevivente de evangelho pós moderno. Não sou teólogo, nem pastor, também não recebi nenhuma unção especial me tornando acima de alguém. Ás vezes sou um trabalhador ás vezes sou só um cidadão, ora amigo na alegria ora irmão na angústia, marido sempre feliz e orgulhoso da esposa. Mas em todo o tempo eu sou cristão tentando ser um sinal do reino fora do templo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: