Penso, logo duvido!

Certo dia um recruta recém chegado ao quartel estava sentado em um banco esperando o sargento e quando o sargento o vê imediatamente dá uma bronca nele e manda prendê-lo. Sem entender ele pergunta qual a acusação e lhe respondem que naquele quartel existe uma regra que qualquer um que sente naquele banco deveria ser punido com dois dias de prisão. Aquilo não lhe fez o menor sentido e ele caiu no “erro” de perguntar o porque.

O sargento não fazia a menor idéia, mas não queria perder a pose e afirma em tom autoritário:
– Ordens são ordens recruta, será acrescentado 1 dia a sua pena pela insubordinação.

Sem conseguir tirar da cabeça o quão absurda era aquela regra pelo qual foi punido resolveu perguntar ao tenente que também não fazia a menor idéia do porque e responde:

– Não cabe a um recruta questionar as regras se insistir nisso passará mais três dias na prisão para aprender a obedecer!

Mesmo assim insistiu na história e foi perguntando aos superiores até que finalmente ele se encontra com o coronel no pátio. Ele se enche de coragem e decide perguntar, afinal o homem mais antigo do quartel deveria saber o porque.

– Senhor, respeitosamente, gostaria de lhe perguntar. Por que a regra de ser punido com dois dias de prisão por sentar em um simples banco?
– Que banco? – perguntou o coronel
– Aquele senhor. – respondeu o recruta apontando para onde ocorreu a cena

O coronel parou um instante com cara de pensante e disse:
– Ah! Há muito tempo atrás quando eu era soldado aquele banco tinha que ser pintado, mas toda vez que pintavam alguém estragava a pintura sentando no banco. Então o capitão decretou que se alguém sentasse no banco de novo seria punido com dois dias de prisão. Sinceramente não sabia que continuavam cumprindo essa ordem.

Às vezes uma antiga tradição é apenas um erro antigo, estava lendo sobre Paulo esses dias, ele era um judeu extremamente zeloso, “circuncidado no oitavo dia de vida, pertencente ao povo de Israel, à tribo de Benjamim, verdadeiro hebreu” (Filipenses 3:5). Ele era tão zeloso com as tradições judaicas que o livro de Atos relata seus atos de perseguição aos cristãos antes de sua conversão. Já imaginou se Paulo ficasse apegado às tradições e ignorasse ao Evangelho de Cristo? Não deve ter sido fácil para Paulo, pois o cristianismo refutava muito dos ensinamentos que ele seguia desde criança. Ensinamentos que segundo as palavras de Jesus se aplicava à profecia: “Em vão me adoram; seus ensinamentos não passam de regras ensinadas por homens” (Mateus 15.9).

Por essa razão é que a Bíblia diz que a atitude dos bereanos era nobre: “Os bereanos eram mais nobres do que os tessalonicenses, pois receberam a mensagem com grande interesse, examinando todos os dias as Escrituras, para ver se tudo era assim mesmo” (Atos 17:11). Não é pecado algum questionar algo, a Bíblia nos incentiva a fazer isso como no caso dos bereanos. A fé é uma certeza, certeza é uma resposta e resposta só existe se antes alguem fizer uma pergunta.

Às vezes somos como os soldados, cumprimos regras sem questionar acreditando que estamos fazendo o certo. Não estou dizendo aqui que devemos sair por aí nos rebelando contra tudo, mas que devemos saber o por que nós fazemos algo. Não podemos ficar igual robozinho só lendo os mesmo versículos que o pastor fala mas devemos ler a Bíblia com o contexto todo e principalmente com o coração aberto a Deus.

Que Deus abençoe
Lucas Lainetti

Anúncios

Sobre Lucas Lainetti
Cristão teimoso em continuar seguindo Ele apesar da igreja rs, sobrevivente de evangelho pós moderno. Não sou teólogo, nem pastor, também não recebi nenhuma unção especial me tornando acima de alguém. Ás vezes sou um trabalhador ás vezes sou só um cidadão, ora amigo na alegria ora irmão na angústia, marido sempre feliz e orgulhoso da esposa. Mas em todo o tempo eu sou cristão tentando ser um sinal do reino fora do templo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: